Resenha: Office-boy em Apuros


Livro: Office-boy em Apuros
Série: Vaga-lume
Autor(a): Bosco Brasil
Gênero: Infanto-juvenil
Editora: Ática
Páginas: 108

   Sinopse:

Aguentar a constante perseguição de Plínio, supervisor dos boys do escritório, não é fácil! Mas isso é o de menos para quem, como o office-boy Ed Onda, se vê apaixonado por Maria Paula, que ele pensa ser sua irmã gêmea Maria Isabel - namorada de Plínio e paixão secreta de Eugênio, simplesmente o filho do patrão. Sem falar que o pai de Ed Onda foi abandonado pela mulher e está desempregado! Confusão e muita aventura é o que não falta a este incrível livro de Bosco Brasil.

(Sinopse padrão para Office-boy em Apuros, disponível na página online dedicada ao livro, no Skoob e Saraiva.)

   Conhecendo o livro:

  A princípio tomei o livro por algo mais corriqueiro, leve e provavelmente cômico. Não imaginei que a mensagem transmitida por ele fosse muito além disso. Basicamente ele conta a história de Edmundo, um jovem que trabalha como office-boy de uma empresa. Como tantos outros jovens na mesma situação, Ed Onda (seu apelido devido ao penteado de seu cabelo) rala muito para ganhar o seu salário suado. A trama foca especificamente no momento em que o filho do dono da empresa de Ed passa a trabalhar com ele, na mesma função. O "patrãozinho", como Ed o chama, é um cara mimado, que sempre quer que os outros façam coisas por ele, tendo tudo nas mãos quando bem quer.

  Somado a isso temos o desenvolvimento dos relacionamentos amorosos de alguns dos personagens centrais, que vão se complicando ainda mais no decorrer do livro, graças às gêmeas Maria Isabel e Maria Paula. Esses são, então, os ingredientes para uma divertida, curiosa e atrapalhada história.                 

   O que mais gostei:

  O livro conta sobre a rotina de Ed em seu trabalho, mas também nos mostra sua vida pessoal. Ele mora com pai, apenas. A mãe deixou o lar, ou seja, o abandonou, e o pai tem problemas quanto a isso, principalmente emocionais, de modo que Ed acaba tomando as rédeas de casa, e das preocupações que deveriam ser de seu pai, como trabalho e sustento. Uma baita responsabilidade para um adolescente!

  Do outro lado da moeda temos Eugênio, o "patrãozinho", que tem tudo nas mãos desde o seu nascimento. Ele vive pedindo que as outras pessoas lhe façam algo. Tudo isso muda quando o pai de Eugênio, Dr. Ignácio, decide que o filho precisa amadurecer ser mais responsável e independente e, para isso, manda Eugênio para trabalhar como office-boy ao lado de Ed, em sua empresa, sob a supervisão de Plínio, seu sobrinho. Plínio por sua vez é um cara enrolado, que vive contando vantagens, e se aproveitando de sua posição.

  Todos esses elementos se juntam para criar uma história que tem uma visão social aguçada e crítica em manifestação. Provinda de um autor que gostava de fazer incursões no centro da capital paulista e conhecia todo tipo de pessoa, a história é um relato humano, divertido, e com seus próprios dramas. Aborda também questões importantes, como o trânsito caótico nas grandes cidades, a banalidade dos roubos e assaltos, o abuso de privilégios inerentes a um cargo/emprego, o impacto/exploração das mídias, moradia e educação.

"Ficou imaginando as vidas dos moradores. Criou em sua cabeça várias histórias. Todas parecidas com a história de Edmundo e seu pai desempregado." 


Curiosidades:

  • Maria Paula tem muita dificuldade com disciplinas da área de exatas, como Matemática e Física, e grande aptidão para o Português; isso foi interessante de ler, porque o mesmo acontece comigo! Mas não tem jeito, temos que aprender!
  • A aerofagia, que ataca Eugênio tantas vezes na história, é uma deglutição excessiva de ar, ou seja, ingerir muito ar ao comer e beber; a palavra vem do grego: aeros -> ar e phagos -> comer/deglutir;
  • Eugênio também tem um hobbie, dos mais divertidos: aeromodelismo. Ele cria modelos de aviões, em pequena escala.

"O vivido leitor bem sabe que a solução dos nossos problemas chega de mula manca, mas chega."

#EuLi #BoscoBrasil #Vaga-Lume

   Citação Preferida:

*****

2 comentários: